Cupins, ratos e baratas são visitas indesejadas nas casas das pessoas. Acabar com essas pragas urbanas, totalmente, não é possível, mas há alternativas para controlá-las.

Os cupins, por exemplo, podem destruir a mobília. A espécie que ataca as madeiras é chamada de cupim de madeira seca, que constrói o ninho no próprio material e se alimenta dele.

— O domínio dessa espécie de cupim está restrito à peça infestada. O tratamento é feito por meio de furações e injeções do cupinicida na peça infestada por ele, além de pulverização — explica Milena Menezes, bióloga da empresa Insetisan.

De acordo com Maxwell Braz, engenheiro agrônomo da Inset Hunter, a solução adequada para sumir com a espécie nos pisos é feita, de preferência, por barreiras químicas ou de iscas. Milena acrescenta que não é preciso trocar o piso:

– Se o piso for de madeira, como tacos, por exemplo, e estiver muito danificado pela ação dos cupins, pode ser que seja necessário realizar a troca, meramente por uma questão estética.

Tire suas dúvidas

Como é possível acabar com grilos, ratos e baratas?
Na verdade, acabar não é o termo correto, mas, sim, controlar, uma vez que tais animais, de forma geral, estão no planeta Terra há milhares de anos. Atualmente, existem inúmeras técnicas de controle e uma infinidade de produtos químicos, que devem ser aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Como acabar com os cupins que aparecem nos pisos?
As empresas especializadas fazem tratamento por meio de furações (nas junções dos pisos) e da posterior injeção do cupinicida.

Inseticidas podem estragar os móveis e estofados?
Após a utilização dos inseticidas nos móveis de madeira para o tratamento de cupim, podem ocorrer manchas, principalmente se os eles forem encerados. Elas são removidas com produtos utilizados na rotina de trabalho de um marceneiro. São manchas decorrentes de uma possível reação química que pode ocorrer entre a madeira e o cupinicida utilizado. Para o tratamento de cupim em estofados, é necessário que as forrações sejam retiradas, para que não fiquem marcadas e para que as madeiras sejam tratadas. O tratamento de estofados no caso de controle de pulgas e carrapatos é feito com uma leve pulverização, que evita o aparecimento de marcas.

Se aparecerem traças em tapetes e estofados, o que devo fazer para acabar com isso?
No caso do tapete, recomendamos aos clientes a realização de uma aspiração. Nesse tratamento, é feita uma leve pulverização no tapete, exceto no tipo persa, pois podem ocorrer manchas. Para o tratamento dos estofados, é necessário que as forrações sejam retiradas, a fim de que seja possível fazer a pulverização da parte interna dessas peças.

Perguntas respondidas por Milena Menezes, bióloga da empresa Insetisan, e por Maxwell Braz, engenheiro agrônomo da dedetizadora Inset Hunter.

Fonte: O Extra Online