Cupim de Madeira Seca

Alguns Fatos
• Os cupins, assim como as baratas, suas parentes, estão na terra desde a época dos dinossauros, ou seja, por mais de 300 milhões de anos.
• Os cupins são insetos sociais pois vivem em colônias onde são divididos em castas, com funções diferentes.
• Trabalham 24 horas por dia, sem parar.
• Ao contrário das formigas, se a rainha morre, o cupinzeiro não acaba, pois logo surge uma rainha de substituição.
• Cientistas calcularam que o peso de todos os cupins do mundo é maior que o peso de todos os seres humanos.
• Se calcula também que os cupins causam mais de 10 bilhões de dólares em danos em residências e prédios ao redor do mundo.

Informações Gerais
Os cupins de madeira seca vivem em colônias formadas dentro de peças de madeiras.
As colônias são pequenas, em torno de 1.500 indivíduos. Entretanto, em uma mesma peça pode haver
inúmeras colônias. As colônias são iniciadas após revoadas, que acontecem no final da primavera e no verão,
com o casal real entrando através de fendas, junções ou furos na peça de madeira. Essa espécie não ocorre em árvores vivas.

Tamanho: 9 mm
Formato: Fino – Alongado
Cor: Branco leitoso
Pernas: 6
Asas: Sim (só os reprodutores)
Antenas: Sim

Taxonomia
Nome Comum: Cupim de Madeira Seca
Reino: Animal
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Isoptera
Família: Kalotermitidae
Gênero/Espécie: Cryptotermes brevis

Dieta
Os cupins de madeira seca alimentam-se de celulose encontrada em madeira, papel, livros, etc.

Habitat
Interior de residências, prédios, igrejas e outras construções com madeira como: móveis, armários, forros, pisos, rodapés, etc. Raramente são encontrados em áreas de jardins exteriores. Ao contrário dos cupins subterrâneos, não dependem de umidade.

Prevenção
Na época de revoadas apague as luzes ou feche as janelas para impedir a invasão dos reprodutores alados pois eles são atraídos pelas luzes.

Na construção, utilize madeiras mais resistentes como Peroba do Campo, Peroba Rosa, Jacarandá, Pau Ferro, Gonçalo Alves, Sucupira, Massaranduba, Ipé, etc.

Inspecione com freqüência locais de guarda de caixas de papelão, móveis e armários de madeira, livros, telas, pisos, rodapés, guarnições, etc.

Medidas de Controle
Inspeção – inspecione as peças de madeira procurando por grânulos fecais que são chamados também de pó de cupim. Esses grânulos (fezes secas e endurecidas) são armazenadas pelos cupins em locais próprios dentro da colônia (galerias na madeira). Quando há grande quantidade armazenada, os cupins abrem pequenos orifícios e expulsam o excesso de grânulos, após o que, voltam a fechar o orifício com uma espécie de cera. Os grânulos fecais são pequenas pelotas e não devem ser confundidos com o pó gerados por brocas de madeira. Esse pó, gerado pelas bocas, se assemelha ao talco ou pó-de-arroz e é muito fino.
O pó da broca sai da madeira e o orifício de onde saiu permanece aberto. Outro sinal de ataque de cupins é o som “oco” quando se bate na madeira com os nós dos dedos. As madeiras apresentam-se frágeis, afundando quando pressionadas. Não produzem túneis ou trilhas externas.

Controle – localize as galerias dos cupins na madeira, fure com uma broca fina e injete uma nuvem de cupinicida aerossol através de agulha que acompanha a embalagem do produto. A eliminação dos cupins é instantânea.

Madeiras que irão substituir peças danificadas podem ser tratadas preventivamente com cupinicida líquido através de pulverizador ou pincelamento.